Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Julho, 2008

A New Yorker gerou polêmica ao apresentar o candidato Obama e sua esposa vestidos de terroristas. Quem pega onda na carona agora é a Vanity Fair que sai parodiando a capa de sua colega de editora. No lugar do Obama e sua mulher armada, um McCain e sua mulher armada com medicamentos. Sai o Osama do quadro, entra o George Bush. Eu achei mais graça na sacada da Vanity. Vi aqui.

Anúncios

Read Full Post »

um dos meus sites preferidos trouxe essa lista com os 10 anúncios mais mal posicionados no mundo da internet. você já viu coisas tão bizarras assim?

Read Full Post »

Eu queria ter brincado com isso quando era pequena….

Read Full Post »

atendendo a pedidos…

Read Full Post »

Bubble Calendar

Eu queria muito ter tido essa idéia. Será que dá pra fazer um bubble-info-interativo?

Read Full Post »

Info-nerd

Adoro infográficos ou esquemas bem nerds, aqueles que talvez ninguém nunca vai ler até o fim (até porque muitas vezes é impossível), mas que de uma maneira ou de outra, organiza um ultra-mega-super quantidade de informação.

Para fazer em um meio impresso, é um tipo de gráfico bem difícil, que na maioria das vezes mais assusta do que auxilia o leitor. E não é esse o objetivo, em geral. O primeiro que me vem a cabeça é o exemplo já clássico na Super –que todo mundo coloca em suas palestras: o info de Games da Super. Parece louco quem começa a ler, mais ainda quem continua. Não tenho ele aqui, infelizmente, mas se a Ale tiver ela pode editar esse post e colocar! 😀

Com a internet, esse desafio ficou possível, pois você pode colocar lá toda aquela montoeira de informação com ferramentas de edição, onde o próprio leitor escolhe a parte do info que ele quer ver. No Malofiej desse ano, Alberto Cairo e Shan Carter, falaram sobre isso nas suas respectivas palestras

Alberto falou muito do leitor como editor, que pode contruir sua própria ordem de leitura e que adapte os conteúdos dos gráficos as suas próprias necessidades. Eles podem ser simples, como este do El Mundo, que permite o leitor decorar o apartamento em questão. Mas também podem ser complexos, como este do NYT que ganhou o Prêmio Petter Sullivan em 2007.

Neste ponto que entra a palestra do Shan, que disse que os gráficos do NYT são basicamente feitos para dois tipos de leitores: o Bart e a Lisa Simpson. Os Barts são os leitores normais, até preguiçosos num certo sentido, que preferem que tudo já venha pronto e editadinho. Já a Lisa é o tipo nerd, que vai ficar tentando descobrir todas as coisas que aquele gráfico pode trazer. Aí que eu volto láaaaa no início, porque eu sou Lisa, e me encanta ficar ali descobrindo tudo que aquele gráfico pode me dizer.

A minha mais nova descoberta é o Zoomi Books, um site que contruiu virtualmente a Amazon. Por ali, você passeia pela livraria como se ela fosse real, com as prateleiras organizadas por assuunto, em ordem alfabética, com as capas dos livros e tudo! E claro, se você se interessar por algum, basta clicar e lá você está na Amazon.

Outro que eu gosto bastante foi o Shan que mostrou também em Pamplona: Movie Database (na dir.), que lista os blockbusters (entre 1986 e 2008, por enquanto) e faz um gráfico baseado na sua bilheteria, inspirado no da Last.fm (esq.).

Read Full Post »